história; Acervo; Arquivo Nacional; arquivologia; revista científica; periódico científico; ciência da informação
Marc Ferrez: a fotografia como experiência



bannerAN-36-2p4.jpg

A revista Acervo, periódico científico do Arquivo Nacional publicado desde 1986, torna pública a chamada para o dossiê “Marc Ferrez: a fotografia como experiência”, que tem como editoras Ana Maria Mauad, doutora em História Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF), professora titular do Departamento de História da UFF e pesquisadora do Laboratório de História Oral e Imagem (Labhoi/UFF) e Maria do Carmo Rainho, doutora em História Social pela UFF e pesquisadora do Arquivo Nacional.

Interessado pelo universo da fotografia em sentido amplo e preocupado em dominar as técnicas, as fórmulas, os equipamentos, Marc Ferrez foi um dos mais profícuos fotógrafos brasileiros do século XIX: não se limitando à produção das imagens, estava envolvido com todas as etapas do processo fotográfico, do registro à impressão. Atuando em trabalhos comissionados de que são exemplares as fotografias de ferrovias, obras públicas e o álbum da avenida Central, Ferrez também documentou expedições científicas, foi fotógrafo da Marinha Imperial, retratista. Cronista visual do Rio de Janeiro, com suas vistas e paisagens ajudou a conformar a imagem da cidade.

Foi igualmente um empresário bem-sucedido nas áreas da fotografia e do cinema, operando na importação e comercialização de equipamentos; como representante das empresas de filmes Pathé, Gaumont e Lumiére; e proprietário de cinema, o Pathé, na avenida Rio Branco, no Rio de Janeiro. Nos seus últimos anos de vida, na França, concentra-se nos negócios da empresa Marc Ferrez & Filhos no ramo do cinema e nas experiências com as fotografias coloridas.

Em 2023, ano que marca o centenário da morte de Marc Ferrez e 180 anos do seu nascimento, o Arquivo Nacional dedica um número da revista Acervo ao fotógrafo. Seu trabalho longevo – ao qual temos acesso graças à extensa e variada documentação cuidadosamente conservada pelo fotógrafo, seus filhos e neto – oferece múltiplas possibilidades aos pesquisadores. Nesse sentido, o dossiê busca publicar artigos que examinem os modos como Marc Ferrez revolucionou a experiência visual no século XIX considerando o circuito social de produção, circulação, consumo e agenciamento das suas fotografias. Do mesmo modo, são de interesse para esse número da Acervo artigos que abordem a atuação de Ferrez como empresário da fotografia e do cinema; sua relação com as tecnologias, equipamentos, procedimentos e experiências no campo da fotografia e, ainda, como suas imagens podem operar como recurso de investigação nos estudos históricos.

As submissões devem ser encaminhadas até o dia 4 de novembro de 2022, pelo site da revista Acervo, para as seções Dossiê Temático e Resenha. O dossiê será publicado de forma contínua entre maio e agosto de 2023. As contribuições devem estar de acordo com o foco e o escopo do periódico e seguir as normas editoriais.

Acesse: http://revista.arquivonacional.gov.br/index.php/revistaacervo/about/submissions

Dúvidas: revista.acervo@an.gov.br