história; Acervo; Arquivo Nacional; arquivologia; revista científica; periódico científico; ciência da informação

Dossiê

v. 33 n. 1 ( - 2020): Memória e legado das resistências negras

Tia Marcelina, a negra da costa, e as memórias do Quebra de Xangô de Alagoas:

Enviado
2 maio 2019
Publicado
26-11-2019

Resumo

Tia Marcelina, africana que teve seu terreiro invadido por um grupo miliciano, foi espancada em 1º de fevereiro de 1912. Além da dor, sua imagem resiste para não ser apagada e preservar o que ficou conhecido como o Quebra de Xangô. Este artigo apresenta fragmentos de memórias de quem a conheceu e creditou sua importância para a história dos xangôs em Alagoas.

Palavras-chave: tia Marcelina; memórias; apagamento; Quebra de Xangô.

Downloads

Não há dados estatísticos.