Voltar aos Detalhes do Artigo Chegada da Corte - 200 anos: Romantismo e cientificismo